Este é o truque para ser feliz.

No outro dia perguntaram-me como raio é que eu ainda continuava com um sorriso sincero na cara contra todas as previsões e expectativas. O truque é muito simples, a sério! Chama-se “pôr de lado tudo o que não me faz bem”. Nada nem ninguém é tão importante ou insubstituível assim que mereça que eu perca a minha paz. Se a porta não abre, não é a minha porta. Em vez de me torturar com cenários irreais e pessoas imaginárias, aceito que não posso nem devo controlar tudo, especialmente o carácter dos outros (ou a falta dele).

Aprendi que saber desligar e ligar partes da minha mente e do meu coração é essencial para que a felicidade não fuja por entre os meus dedos a toda a hora. Não te iludas, não é fácil encaminhar sem falhas os meus próprios pensamentos e sentimentos no sentido certo. Bater com a cabeça na parede faz parte, cometer o mesmo erro várias vezes faz parte, chegar ao fundo do poço faz parte. Mas, pensa comigo, se se investe tanto em coisas tão banais todos os dias, por que não investir em felicidade?

A filosofia é simples. Usaste-me e foste embora? Que pena… Que pena não teres ido embora mais cedo! Não gostas de mim? Que coincidência, também não gosto de ti! Falas sobre todos os passos que dou? Bem, devo ser mesmo interessante! Não arranjas tempo para ir beber café comigo? Coitado, não deves saber apreciar café! É tudo uma questão de perspectiva, nada mais. Eu escolho aquela que me faz andar para a frente. Prender-me a situações, coisas, pessoas tóxicas já não é opção para mim há algum tempo.

É verdade que não posso controlar o que me acontece, mas posso controlar o que faço com isso e confesso que nunca tive jeitinho nenhum para fazer o papel de vítima. As coisas têm apenas e só a importância que eu decido dar-lhes. Por isso, parabéns a ti que conseguiste magoar-me por uns minutos e parabéns a mim que, passado esses minutos, já nem me lembrava da tua existência. Tu, contudo, vais lembrar-te de mim no dia em que a vida te devolver tudo aquilo que lhe dás. Desculpa não ser eu a fazê-lo pessoalmente, é que vou estar ocupada a ser feliz… Que chatice!

– Raquel Simões

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s