Tu sabes fazer-me querer-te quando já não te quero.

Dizes todas as palavras que é suposto dizeres, fazes tudo certo quando eu finalmente decido que fazes sempre tudo errado, sabes exactamente como me agarrar para que eu esqueça tudo à nossa volta, para que eu ignore a realidade por um momento, para que eu te queira só mais uma vez, para que eu fique só mais uns minutos que se tornam em só mais umas horas e eventualmente em só mais uns dias.

E depois? Depois os lábios são os mesmos, mas o beijo é diferente. Depois percebo que és plenamente meu naquela noite, mas tudo muda de manhã quando acordas ao meu lado. Depois vejo que estás tão ou mais perdido do que eu e que estás longe de ser o melhor para mim. Depois chego à óbvia conclusão de que tu só sabes amar pela metade e que eu mereço alguém que me saiba amar por inteiro.

Eu sei, já devia ter ido embora há muito tempo, já ouvi isso pelo menos umas mil vezes de pelo menos umas mil pessoas, e tive milhões de oportunidades para fugir de ti, mas os nossos momentos são tão bons e tu és tão bom a fazer-me querer-te só por mais um momento, a fazer-me querer-te quando já não te quero. Em nenhum cenário possível ou impossível isto acaba bem, mas ouvi por aí que “o coração tem razões que a própria razão desconhece” e o meu por agora é só teu por mais vezes que te diga que não.

– Raquel Simões

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s